Pular para o conteúdo principal

VOCE SABE LIDAR COM A ANSIEDADE?


A chave para lidar com o seu estado de ansiedade é aceitá-la totalmente. Permanecer no presente e aceitar a sua ansiedade fazem-na desaparecer. Para lidar com o sucesso com a sua ansiedade você pode usar a estratégia ACALME-SE, de oito passos. Usando-a, você está apto(a) a aceitara sua ansiedade até que ela desapareça.

Aceite a sua ansiedade. Um dicionário define aceitar como "dar consentimento em receber". Concorde em receber a sua ansiedade em seu corpo. Mesmo que pareça absurdo a você no momento, não lute contra ela. Não a rejeite como algo insuportável ou perigoso. Substitua seu medo, raiva e rejeição por aceitação. Resistindo a isso você estará prolongando o seu sofrimento. Ao invés disso, flua com ela, desinteressando-se do que vá acontecer.

Contemple a sua ansiedade. Olhe para ela sem julgamento: nem boa, nem má. Apenas observe-a e avalie-a numa escala de 0 a 10. Veja como ela aumenta e diminui. Não se envolva com ela, seja apenas um observador desprendido. Lembre-se você não é a sua ansiedade. Quanto mais você poder se distanciar dela, para apenas observá-la melhor. Em resumo: esteja com ansiedade mas não seja ela.

Aja com sua ansiedade. Continue agindo como se você não estivesse ansioso(a). Diminua o ritmo, a velocidade com que você esteja fazendo suas coisas. Faça tudo bem devagar e mantenha-se ativo(a). Não se desespere, interrompendo tudo para fugir. Se você fugir, a sua ansiedade vai diminuir quando você chegar onde quer, mas o seu medo de fazer as coisas vai aumentar! Se você fizer isso, da próxima vez será pior! Se você continuar fazendo o que está fazendo, a sua ansiedade vai diminuir, dentro de pouco tempo. Continue agindo, bem devagar!

Libere o ar de seus pulmões. Respire bem devagar, calmamente, inspirando pouco ar pelo nariz e expirando longa e suavemente pela boca. Não sopre, apenas exale o ar lentamente. Descubra o ritmo ideal de sua respiração nesse estilo. Conte até 3 ao inspirar e até 6 ao expirar.

Mantenha os passos anteriores. Repita cada um, passo a passo. Continue a (1) aceitar a sua ansiedade; (2) contemplar a sua ansiedade; (3) fazer o que você fazia; e (4) respirar com calma e suavemente até ela diminuir e atingir um nível confortável. E isso vai acontecer se você continuar repetindo esses quatro passos; aceitar, contemplar, agir e respirar.

Examine seus pensamentos. Você deve estar pensando em coisas catastróficas, antecipando-as como se verdadeiramente elas fossem acontecer agora. Mas você sabe que elas não acontecem. Examine o que você está dizendo e reflita se o que você pensa e mesmo verdade: você tem provas do que você pensa? Há outras possibilidades de interpretar o que lhe está acontecendo? Lembre-se: você está apenas ansioso: isto é desagradável, mas não é perigoso. Você pensa que está em perigo, mas o que você pensa pode não ser verdade, não é?

Sorria, você conseguiu! Você merece todo o crédito e todo o seu reconhecimento por ter esperado e testado suas antecipações. Você conseguiu com seus próprios recursos e seguindo estes passos. Você agora saberá como lidar melhor com esta situação quando ela acontecer de novo.

Espere o melhor. Livre-se do pensamento mágico de que você terá se livrado definitivamente da sua ansiedade. Ela é necessária para você viver a vida. Você sempre terá situações que provoquem ansiedade. O que importa é que você aprendeu a manejá-la. Você se tornou uma pessoa diferente agora: mais consciente, mais realista, mais conhecedora de suas capacidades, mais segura, mais confiante. Não se abata se, em outras ocasiões, você tiver dificuldades em manejá-las, pois toda aprendizagem é difícil.


Fonte: WebMédicos

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Como atrair coisas boas - Abra sua mente

Oração Do Perdão

Oração do PerdãoA partir deste momento, eu perdôo todas as pessoas que de alguma forma me ofenderam, me injuriaram, me prejudicaram ou me causaram dificuldades desnecessárias. Perdôo, sinceramente, quem me rejeitou, me odiou, me abandonou, me traiu, me ridicularizou, me humilhou, me amedrontou, me iludiu. Perdôo, especialmente, quem me provocou até que eu perdesse a paciência e reagisse violentamente, para depois me fazer sentir vergonha, remorso e culpa inadequada. Reconheço, que também fui responsável pelas agressões que recebi, pois várias vezes confiei em indivíduos negativos, permiti que me fizessem de bobo e descarregassem sobre mim seu mau caráter. Por longos anos suportei maus tratos, humilhações, perdendo tempo e energia, na tentativa inútil de conseguir um bom relacionamento com essas criaturas. Já estou livre da necessidade compulsiva de sofrer e livre da obrigação de conviver com indivíduos e ambientes tóxicos. Iniciei agora, uma nova etapa de minha vida, em companhia de gent…

Clarice Lispector

Já escondi um AMOR com medo de perdê-lo, já perdi um AMOR por escondê-lo. 
Já segurei nas mãos de alguém por medo, já tive tanto medo, ao ponto de nem sentir minhas mãos. 
Já expulsei pessoas que amava de minha vida, já me arrependi por isso. 
Já passei noites chorando até pegar no sono, já fui dormir tão feliz, ao ponto de nem conseguir fechar os olhos.
Já acreditei em amores perfeitos, já descobri que eles não existem.
Já amei pessoas que me decepcionaram, já decepcionei pessoas que me amaram.
Já passei horas na frente do espelho tentando descobrir quem sou, já tive tanta certeza de mim, ao ponto de querer sumir.
Já menti e me arrependi depois, já falei a verdade e também me arrependi.
Já fingi não dar importância às pessoas que amava, para mais tarde chorar quieta em meu canto.
Já sorri chorando lágrimas de tristeza, já chorei de tanto rir.
Já acreditei em pessoas que não valiam a pena, já deixei de acreditar nas que realmente valiam.
Já tive crises de riso quando não podia.
Já quebrei pratos,…