13/12/2009

CADA AVE EM SEU NIINHO...( Emmanuel)

O mal reside na furna da ignorância.
O ódio respira nas trincheiras da discórdia.
A inveja mora no deserto da insatisfação.
A tristeza improdutiva desabrocha no abismo do desânimo.
A perturbação cresce no precipício do dever não cumprido.
O desequilíbrio desenvolve-se no
despenhadeiro da intemperança.
A crueldade nasce no pedregulho da dureza espiritual.
A maledicência brota no espinheiral da irreflexão.
A alegria reside no coração que ama e serve.
A tranqüilidade não se aparta da boa consciência.
A fé reconforta-se no templo da confiança.
A solidariedade viceja no santuário da simpatia.
A saúde vive na submissão à Lei Divina.
O aprimoramento não se separa do serviço constante.
O dom de auxiliar mora
na casa simples e acolhedora da humildade.
Cada ave em seu ninho, cada coisa em seu lugar.
Há muitas moradas para nossa alma sobre a própria Terra.
Cada criatura vive onde lhe apraz e com quem lhe agrada.
Procuremos a estrada do verdadeiro bem que nos conduzirá
à felicidade perfeita, de vez que, segundo o ensinamento do
Evangelho, cada espírito tem o seu tesouro de luz ou o seu
fardo de sombra, onde houver colocado o próprio coração.
Emmanuel
in: "Construção Do Amor"

DIANTE DE TUDO

Diante de tudo, estabelece Jesus para nós todos uma conduta básica, de que todas as providências exatas se derivam para a solução dos problemas no caminho da vida.

Sombra – Caridade da luz.
Ignorância – Caridade do ensino.
Penúria – Caridade do socorro.
Doença – Caridade do remédio.
Injúria – Caridade do silêncio.
Tristeza – Caridade do consolo.
Azedume – Caridade do sorriso.
Cólera – Caridade da brandura.
Ofensa – Caridade da tolerância.
Insulto – Caridade da prece.
Desequilíbrio – Caridade do reajuste.
Ingratidão – Caridade do esquecimento.

Diante de cada criatura, exerçamos a caridade do serviço e da bênção.

Todos somos viajores na direção da Vida Maior.

Doemos amor à Deus, na pessoa do próximo, e Deus, através do próximo, dar-nos-á mais amor.



pelo Espírito Bezerra de Menezes - Do livro: Caminho Espírita, Médium: Francisco Cândido Xavier.

RISCOS E RECOMPENSAS--REFLEXÃO

Riscos e Recompensas .
Para poder vencer, você precisa estar disposto a perder. Se passar a vida inteira com medo do fracasso, é exatamente isso que conseguirá.
A vida oferece riscos desde o momento do nascimento. Não importa onde você viva, o tipo de trabalho que tenha ou quanto dinheiro possua, sempre vão existir riscos. Não dá pra escapar! Eles podem ser emocionais, físicos, financeiros ou sociais. É impossível viver sem riscos. O que temos que aprender é como fazê-los valer a pena.
Seria loucura nos arriscarmos sem a possibilidade de ganhar algo, e ainda mais se deixássemos o medo de falhar nos impedir de agir. Considere o seguinte: você chegou até aqui apesar de todos os riscos e, pelo caminho, aprendeu algumas coisas. Logo, já deve ter falhado, mas não morreu devido a isso.
Então, seja qual for o seu objetivo, corra trás dele! Viver é arriscado de qualquer forma, por isso procure os riscos que tragam as maiores recompensas. Escolha um desafio e se dedique totalmente a ele. Fique em pé, seja diferente e conquiste seus sonhos."

Oração Do Perdão