Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Fevereiro 12, 2010

Quando-

Quando as horas de desgosto e desalento invadirem-lhe a alma e as lágrimas aflorarem em seu olhos, lembre-se das palavras mansas do Cristo, convidando-nos ao Seu regaço...

E quando sentir-se incompreendido pelos que o circundam, e perceber que a indiferença ronda à sua volta, acerque-se dEle: Ele é a Luz, sob cujos raios se aclaram a pureza de suas intenções e a nobreza de seus sentimentos.

Quando o ânimo para suportar as vicissitudes da vida se extinguir e você estiver prestes a desfalecer, chame-O: Ele é a Força capaz de remover as pedras dos caminhos e ajudá-lo a superar as adversidades do mundo.

Quando os vendavais o açoitarem e você já não souber onde reclinar a cabeça, corra para junto dEle: Ele é o Refúgio Seguro, em cujo seio você encontrará guarida para o seu corpo e tranqüilidade para o seu espírito.

Quando lhe faltar a calma nos momentos de maior aflição e você se considerar incapaz de conservar a serenidade de espírito, invoque-O: Ele e a Paciência, que lhe faz vencer …

O Assunto de todos-

Se já te reconheces na condição de alma imperecível, compadece-te dos outros e diminui os problemas que lhes possam alcançar o coração.

Qual te ocorre, todos eles carregam consigo necessidades e lágrimas.

Esse adquiriu débitos de grande porte e despenderá longo tempo para ressarci-los; aquele mora num espinheiro em forma de lar; aquele é portador de enfermidades irreversíveis; aquele outro ainda traz o coração retalhado de angústia por haver perdido um ente amado nos labirintos da morte.

Se sabes no caminho onde se oculta alguma pedra, capaz de ferir os pés alheios, procura retirá-la, em silêncio, sem criar complicações. Se conheces algum episódio desagradável, acerca da vida de alguém, cala-te e ora pela paz desse alguém, porque não conheces a estrada que trilharás amanhã, em cujos obstáculos poderás perder o próprio equilíbrio.

Não faças perguntas que funcionem por lâminas revolvendo o coração dos que te ouvem e evita as questões dolorosas que a tua palavra seja incapaz de resolver…