Pular para o conteúdo principal

Ser,Ter e Fazer de Conta...


Ser, Ter e Fazer de Conta
Texto da Equipe de Redação do Momento Espírita


Recentemente uma professora,
que veio da Polônia para o Brasil ainda muito jovem,
proferia uma palestra e,
com muita lucidez trazia pontos importantes
para reflexão dos ouvintes.
Já vivi o bastante para presenciar três períodos distintos
no comportamento das pessoas, dizia ela.
O primeiro momento eu vivi na infância,
quando aprendi de meus pais que era preciso SER.
Ser honesta, ser educada, ser digna, ser respeitosa,
ser amiga, ser leal.
Algumas décadas mais tarde, fui testemunha da fase do TER.
Era preciso ter.
Ter boa aparência, ter dinheiro, ter status, ter coisas,
ter e ter...
Na atualidade, estou presenciando a Fase do Faz de Conta.
Analisando sob esse ponto de vista,
chegaremos à conclusão que a professora tem razão.
Hoje, as pessoas fazem de conta e está tudo bem.
Pais fazem de conta que educam,
professores fazem de conta que ensinam,
alunos fazem de conta que aprendem.
Profissionais fazem de conta que são competentes,
governantes fazem de conta que se preocupam com o povo
e o povo faz de conta que acredita.
Pessoas fazem de conta que são honestas,
líderes religiosos se passam por representantes de Deus,
e fiéis fazem de conta que têm fé.
Doentes fazem de conta que têm saúde,
criminosos fazem de conta que são dignos
e a justiça faz de conta que é imparcial.
Traficantes se passam por cidadãos de bem
e consumidores de drogas fazem de conta
que não contribuem com esse mercado do crime.
Pais fazem de conta que não sabem
que seus filhos usam drogas, que se prostituem,
que estão se matando aos poucos,
e os filhos fazem de conta que não sabem
que os pais sabem.
Corruptos se fazem passar por idealistas
e terroristas fazem de conta que são justiceiros...
E a maioria da população faz de conta
que está tudo bem...
Mas uma coisa é certa:
não podemos fazer de conta quando
nos olhamos no espelho da própria consciência.
Podemos até arranjar desculpas para explicar
nosso faz de conta, mas não justificamos.
Importante salientar, todavia,
que essa representação no dia-a-dia,
esse faz de conta, causa prejuízos para aqueles
que lançam mão desse tipo de comportamento.
A pessoa que age assim termina
confundindo a si mesma e caindo num vazio,
pois nem ela mesma sabe quem é, de fato,
e acaba se traindo em algum momento.
E isso é extremamente cansativo e desgastante.
Raras pessoas são realmente autênticas.
Por isso elas se destacam nos ambientes
em que se movimentam.
São aquelas que não representam,
apenas são o que são, sem fazer de conta.
São profissionais éticos e competentes
amigos leais, pais zelosos na educação dos filhos,
políticos honestos,
religiosos fiéis aos ensinos que ministram.
São, enfim, pessoas especiais, descomplicadas,
de atitudes simples, mas coerentes e,
acima de tudo, fiéis consigo mesmas.
Você sabia?
Que a pessoa que vive de aparências
ou finge ser quem não é corre sérios riscos
de entrar em depressão?
Isso é perfeitamente compreensível,
graças à batalha que trava consigo mesma
e o desgaste para manter uma realidade falsa.
Se é fácil enganar os outros,
é impossível enganar a própria consciência.
Por todas essas razões, vale a pena ser quem se é,
ainda que isso não agrade os outros.
Afinal, não é aos outros que prestaremos contas
das nossas ações,
e sim a Deus e à nossa consciência.



Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Como atrair coisas boas - Abra sua mente

Oração Do Perdão

Oração do PerdãoA partir deste momento, eu perdôo todas as pessoas que de alguma forma me ofenderam, me injuriaram, me prejudicaram ou me causaram dificuldades desnecessárias. Perdôo, sinceramente, quem me rejeitou, me odiou, me abandonou, me traiu, me ridicularizou, me humilhou, me amedrontou, me iludiu. Perdôo, especialmente, quem me provocou até que eu perdesse a paciência e reagisse violentamente, para depois me fazer sentir vergonha, remorso e culpa inadequada. Reconheço, que também fui responsável pelas agressões que recebi, pois várias vezes confiei em indivíduos negativos, permiti que me fizessem de bobo e descarregassem sobre mim seu mau caráter. Por longos anos suportei maus tratos, humilhações, perdendo tempo e energia, na tentativa inútil de conseguir um bom relacionamento com essas criaturas. Já estou livre da necessidade compulsiva de sofrer e livre da obrigação de conviver com indivíduos e ambientes tóxicos. Iniciei agora, uma nova etapa de minha vida, em companhia de gent…

Clarice Lispector

Já escondi um AMOR com medo de perdê-lo, já perdi um AMOR por escondê-lo. 
Já segurei nas mãos de alguém por medo, já tive tanto medo, ao ponto de nem sentir minhas mãos. 
Já expulsei pessoas que amava de minha vida, já me arrependi por isso. 
Já passei noites chorando até pegar no sono, já fui dormir tão feliz, ao ponto de nem conseguir fechar os olhos.
Já acreditei em amores perfeitos, já descobri que eles não existem.
Já amei pessoas que me decepcionaram, já decepcionei pessoas que me amaram.
Já passei horas na frente do espelho tentando descobrir quem sou, já tive tanta certeza de mim, ao ponto de querer sumir.
Já menti e me arrependi depois, já falei a verdade e também me arrependi.
Já fingi não dar importância às pessoas que amava, para mais tarde chorar quieta em meu canto.
Já sorri chorando lágrimas de tristeza, já chorei de tanto rir.
Já acreditei em pessoas que não valiam a pena, já deixei de acreditar nas que realmente valiam.
Já tive crises de riso quando não podia.
Já quebrei pratos,…