Pular para o conteúdo principal

Precipitação

Precipitação
A precipitação é responsável por muitos males que afligem o homem.

Um comportamento ansioso leva a estados de perturbação, gerador de sofrimentos perfeitamente evitáveis.

Sob o jugo da ansiedade, com freqüência tomam-se atitudes incorretas.

A edificação interior, com a conquista da paz, exige um controle atento sobre as próprias ações e reações.

O exercício da calma, por isso mesmo, é indispensável para um viver harmônico em face das perplexidades da vida moderna.

A calma ensina a esperar pelos resultados de qualquer realização, os quais não podem mesmo ser antecipados.

O ritmo do tempo é inalterável.

Os acontecimentos sucedem naturalmente dentro de espaços que não podem ser modificados.

Agindo de forma precipitada, o homem ouve e vê mediante óptica deformada, que mais o perturba.

Com o raciocínio turbado pela pressa, muitas vezes precipita-se em despenhadeiros de infortúnio.

Se há tempo de semear, por certo também chegará a hora da colheita.

É inútil pretender apressar o ciclo da natureza, para o momento da colheita chegar mais rápido.

No campo moral, o mecanismo é equivalente.

Cada ocorrência na vida tem o seu momento próprio.

Deus nada espera de você além das suas possibilidades.

Assim, também não é lícito a você aguardar de seus semelhantes comportamentos e respostas que eles ainda não lhe podem dar.

Não se frustre por isso, mas compreenda que tudo se encontra sob o prudente comando da divindade.

Reúna as suas forças morais na disciplina e no equilíbrio, sem a ânsia de precipitar sucessos que devem seguir seu curso normal.

Jesus afirmou que somente caem folhas das árvores de acordo com a vontade de Deus.

Conscientize-se de que jamais acontecerá nada em sua vida que você não necessite ou mereça.

Se o seu passado espiritual não registrou certos sofrimentos, de acordo com sua programação evolutiva, não há a menor possibilidade disso ocorrer.

Assim, confiante na direção divina sobre sua vida, não sofra por antecipação, propiciando estados de ansiedade e amargura perfeitamente evitáveis.

Contudo, quando o sofrimento desabar sobre você, enfrente-o com nobreza, entendendo que ele corresponde a sua tarefa do momento.

Saiba que essa circunstância de dor inevitável é necessária como forma de crescimento para a vida.

Ela o auxilia em sua recuperação pessoal, dentro de um prisma mais elevado, na contabilidade dos valores espirituais.

Tenha paciência e não se precipite nunca.

O agir estouvado é indicativo de imaturidade psicológica e espiritual.

Quem confia, verdadeiramente em Deus, vive com serenidade, fazendo o bem possível sem pretender um controle inviável sobre a dinâmica da vida.

Decisões irrefletidas tendem a provocar arrependimentos. Mas isso não acontece quando os atos que são fruto da reflexão e da calma.

Pode lhe parecer impossível suportar em paz os problemas que o angustiam.

Nesse caso, recorra à oração.

Deixe-se acalmar pela beleza do intercâmbio entre você, que roga, e a divindade, que responde.

Asserene-se e poupe-se à precipitação, ao contato dos eflúvios do alto.

Sinta-se integrado na dinâmica da vida, guiado e amparado por um poder amoroso e sábio, e desfrute a paz que esse estado de consciência lhe proporciona.

Equipe de Redação do Momento Espírita, com base no capítulo tal, do livro ‘Receitas de paz’, do Espírito Joanna de Ângelis, psicografia de Divaldo Pereira Franco, ed. Leal.

Postagens mais visitadas deste blog

Como atrair coisas boas - Abra sua mente

Oração Do Perdão

Oração do PerdãoA partir deste momento, eu perdôo todas as pessoas que de alguma forma me ofenderam, me injuriaram, me prejudicaram ou me causaram dificuldades desnecessárias. Perdôo, sinceramente, quem me rejeitou, me odiou, me abandonou, me traiu, me ridicularizou, me humilhou, me amedrontou, me iludiu. Perdôo, especialmente, quem me provocou até que eu perdesse a paciência e reagisse violentamente, para depois me fazer sentir vergonha, remorso e culpa inadequada. Reconheço, que também fui responsável pelas agressões que recebi, pois várias vezes confiei em indivíduos negativos, permiti que me fizessem de bobo e descarregassem sobre mim seu mau caráter. Por longos anos suportei maus tratos, humilhações, perdendo tempo e energia, na tentativa inútil de conseguir um bom relacionamento com essas criaturas. Já estou livre da necessidade compulsiva de sofrer e livre da obrigação de conviver com indivíduos e ambientes tóxicos. Iniciei agora, uma nova etapa de minha vida, em companhia de gent…

Clarice Lispector

Já escondi um AMOR com medo de perdê-lo, já perdi um AMOR por escondê-lo. 
Já segurei nas mãos de alguém por medo, já tive tanto medo, ao ponto de nem sentir minhas mãos. 
Já expulsei pessoas que amava de minha vida, já me arrependi por isso. 
Já passei noites chorando até pegar no sono, já fui dormir tão feliz, ao ponto de nem conseguir fechar os olhos.
Já acreditei em amores perfeitos, já descobri que eles não existem.
Já amei pessoas que me decepcionaram, já decepcionei pessoas que me amaram.
Já passei horas na frente do espelho tentando descobrir quem sou, já tive tanta certeza de mim, ao ponto de querer sumir.
Já menti e me arrependi depois, já falei a verdade e também me arrependi.
Já fingi não dar importância às pessoas que amava, para mais tarde chorar quieta em meu canto.
Já sorri chorando lágrimas de tristeza, já chorei de tanto rir.
Já acreditei em pessoas que não valiam a pena, já deixei de acreditar nas que realmente valiam.
Já tive crises de riso quando não podia.
Já quebrei pratos,…