07/12/2010

Não intentes curar o enfermo de momento para outro. Cede-lhe algumas gotas de remédio salutar.
          Não busques regenerar o delinquente a rudes golpes verbais. Auxilia-o, de algum modo, oferecendo-lhe algumas frases de fraternidade e compreensão.
          Não procures estabelecer a realidade num gesto impetuoso de esclarecimento espetacular, acreditando desfazer as ilusões de muito tempo, em um só dia. Enceta a obra do reajuste espiritual com os teus pequeninos gestos de sinceridade à frente de todos. 

Livro:  Tocando o Barco
            Francisco Cândido Xavier, pelo Espírito Emmanuel
            IDEAL – Instituto de Divulgação Editora André Luiz

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Oração Do Perdão