Pular para o conteúdo principal

COMO VOCÊ REAGE QUANDO SE SENTE INSEGURO?

O que tem em comum um jovem batendo a porta e gritando com a mãe, o executivo que briga com a esposa, o pai que fica acordado até a madrugada esperando a volta da filha, o desempregado que fica em casa assistindo jogos na televisão e o empresário que fica com insônia, preocupado com os resultados da empresa? Se você falou medo, acertou.

O jovem que explode com seus pais em geral está manifestando o medo de fracassar na vida. O executivo que chega em casa brigando com a família manifesta o medo de não conseguir realizar suas metas profissionais. O desempregado que fica em casa olhando os jogos de futebol está paralisado pelo medo de receber um “não”, após mais uma entrevista de emprego. O empresário que se desespera quando vê seus lucros diminuírem mostra que tem medo de voltar a ser pobre em sua velhice.

São muitos os sinais de que o medo está presente e precisamos aprender a reconhecê-los.

Pense um pouco: como você reage quando se sente inseguro?

O ideal é sair do círculo vicioso das reações instintivas e passar a analisar cada situação, tomar decisões e então agir adequadamente. Mas, infelizmente, a maioria das pessoas, assim como qualquer outro animal, tende a ter uma destas reações instintivas quando está com medo: ou ataca o que o ameaça, ou simplesmente foge do que representa o perigo.

Para lidar com o medo, antes de tudo é necessário identificá-lo e aceitar que ele está presente. Mas, raramente uma pessoa que está assustada percebe ou admite isso, pois é bastante comum que o medo se apresente disfarçado. Ele assume várias faces, que não permitem que seja identificado à primeira vista.

Porém, são muitos os sinais de que o medo está presente. É preciso aprender a reconhecer as máscaras que ele usa. Isso vai ajudar você a perceber quando ele faz parte de sua vida e, dessa maneira, preparar-se para lidar com suas inseguranças.

O medo não precisa ser um empecilho em sua vida. Ele pode ser o desafio que você precisa para perceber o quanto é forte o seu poder interior. Só é preciso ter a coragem de confiar - em você mesmo, nos outros e em Deus – para assumir o leme da sua vida.

(trecho do meu novo livro “A Coragem de Confiar”)

Roberto Shinyashiki



Roberto Shinyashiki é psiquiatra, palestrante e autor de vários títulos, entre eles: A Coragem de Confiar, Sempre em Frente, Os Segredos dos Campeões, Tudo ou Nada, Heróis de Verdade, Amar Pode Dar Certo, O Sucesso é Ser Feliz e A Carícia Essencial.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Oração Do Perdão

Oração do PerdãoA partir deste momento, eu perdôo todas as pessoas que de alguma forma me ofenderam, me injuriaram, me prejudicaram ou me causaram dificuldades desnecessárias. Perdôo, sinceramente, quem me rejeitou, me odiou, me abandonou, me traiu, me ridicularizou, me humilhou, me amedrontou, me iludiu. Perdôo, especialmente, quem me provocou até que eu perdesse a paciência e reagisse violentamente, para depois me fazer sentir vergonha, remorso e culpa inadequada. Reconheço, que também fui responsável pelas agressões que recebi, pois várias vezes confiei em indivíduos negativos, permiti que me fizessem de bobo e descarregassem sobre mim seu mau caráter. Por longos anos suportei maus tratos, humilhações, perdendo tempo e energia, na tentativa inútil de conseguir um bom relacionamento com essas criaturas. Já estou livre da necessidade compulsiva de sofrer e livre da obrigação de conviver com indivíduos e ambientes tóxicos. Iniciei agora, uma nova etapa de minha vida, em companhia de gent…

Como atrair coisas boas - Abra sua mente

Clarice Lispector

Já escondi um AMOR com medo de perdê-lo, já perdi um AMOR por escondê-lo. 
Já segurei nas mãos de alguém por medo, já tive tanto medo, ao ponto de nem sentir minhas mãos. 
Já expulsei pessoas que amava de minha vida, já me arrependi por isso. 
Já passei noites chorando até pegar no sono, já fui dormir tão feliz, ao ponto de nem conseguir fechar os olhos.
Já acreditei em amores perfeitos, já descobri que eles não existem.
Já amei pessoas que me decepcionaram, já decepcionei pessoas que me amaram.
Já passei horas na frente do espelho tentando descobrir quem sou, já tive tanta certeza de mim, ao ponto de querer sumir.
Já menti e me arrependi depois, já falei a verdade e também me arrependi.
Já fingi não dar importância às pessoas que amava, para mais tarde chorar quieta em meu canto.
Já sorri chorando lágrimas de tristeza, já chorei de tanto rir.
Já acreditei em pessoas que não valiam a pena, já deixei de acreditar nas que realmente valiam.
Já tive crises de riso quando não podia.
Já quebrei pratos,…